A Importância da Família no Tratamento

A Importância da Família no Tratamento

A família apresenta uma identidade, uma dinâmica própria, designando papéis para cada membro que a constitui. Fornece segurança, estabilidade, auxilia no desenvolvimento da confiança pessoal, do respeito a si mesmo e ao próximo, ensina sobre conduta moral, sobre comportamentos certos e errados, estimula para o crescimento pessoal, incentivando e orientando como atingir os objetivos.

Num processo de tratamento para o quadro de dependência, a família novamente se vê em evidência,  tendo um papel fundamental no processo de mudança de comportamentos disfuncionais do paciente, auxiliando o psicólogo a construir e executar um projeto terapêutico, com o objetivo de reeducar o paciente, mostrando com as próprias atitudes, como tornar-se saudável e produtivo, permitindo que o individuo amadureça emocionalmente,  sinalizando as falhas e indicando novas possibilidades de resolução dos problemas que se apresentam no dia-a-dia, delegando responsabilidades de maneira gradativa, e assim, desenvolvendo a confiança para tornar o paciente independente.

A família é como um organismo vivo que busca adaptar-se as situações, a fim de manter a integridade física e mental de seus membros. Infelizmente, em alguns casos, estas adaptações mostram-se mais desastrosas. Visando o bem estar da maioria do grupo, alguns se “sacrificam”, porém, pagam um preço caro e a cobrança por sua vez, e proporcional.

Através da conversa e da observação atenta da dinâmica familiar, o profissional capacitado, consegue vislumbrar melhor a situação que se apresenta, podendo esclarecer os pontos de conflito e, em conjunto com o grupo familiar, traçar metas para que as  mudanças de comportamento ocorram,  e assim, possibilitar o reestabelecimento da saúde entre seus constituintes, voltando a tornar-se um grupo homogêneo e sincrônico.


Elizabeth Cristina Hiller

Psicóloga -CRP 06/58.20320

Se você gostou deste post curte no seu perfil do facebook.