ENGANADO! NUNCA MAIS.

ENGANADO! NUNCA MAIS.

Muitas pessoas questionam os valores gastos em um tratamento para dependência química e alcoólica, e acabam por sucumbir as ofertar baratas de “captadores”, interessados apenas na porcentagem ganha por paciente encaminhado a Centros de Reabilitação e Comunidades Terapêuticas, muitas vezes em situação ilegal. Na verdade pouco se preocupam com o tipo de tratamento que será ofertado, o que importa é o cheque recebido pela prestação do serviço realizado.

O que deveria ser uma solução acaba se tornando mais um problema. Pois o contrato foi feito, os cheques foram dados, os serviços oferecidos não são prestados e a família se vê presa a uma armadilha, pois não consegue romper o contrato sem o pagamento de uma multa que, na maioria das vezes é abusiva, mesmo tendo seu parente agredido ou medicado em excesso, sem um acompanhamento médico adequado.

A família deve estar atenta a quem pede auxílio e para onde seu parente está sendo encaminhado. Na maioria das vezes, os sites que oferecem serviços de ambulatório, resgate e internação, nem se quer existem legalmente.

O que acontece? Na grande maioria, as famílias realizam o pagamento em dinheiro no momento do suposto resgate e o paciente em questão sequer chega a seu destino, sendo abandonado no meio do caminho ou então, levado a algum local clandestino, sem profissionais qualificados para o acompanhamento.

É necessário ficar atento a quem se recorre e obter informações antes de tomar qualquer iniciativa. Procure marcar uma entrevista com um profissional especializado na área, que irá avaliar se o caso não pode ser atendido em ambulatório ou, se há a necessidade da internação. Neste caso, qual o melhor local para ser encaminhado e esclarecer o que realmente será oferecido.

Se você gostou deste post curte no seu perfil do facebook.