Pais e Mães Sabem Lidar com Um Filho Dependente?

Pais e Mães Sabem Lidar com Um Filho Dependente?

Ser pai ou mãe não é algo fácil; não dispomos de um manual para desempenharmos tal papel, sem os riscos corriqueiros de pecar pelos excessos, com filhos que se encontrem dentro de uma escala de comportamentos, tido como normal; o que dizer quando nos deparamos com um caso de dependência química!

Em nossa cultura, nos deparamos hoje com duas possibilidades completamente divergente. Uma possibilidade é a de pais que se culpam por todos os problemas desenvolvidos pelo filho, sejam de saúde ou de comportamento, acreditando serem responsáveis e, então, querendo resolver tais problemas sem a participação deste filho, vendo-o como sendo frágil e incapaz de lidar com as dificuldades e tornando-se permissivos sem perceber. Outra possibilidade, é a de pais que num movimento contrário ao citado anteriormente, responsabilizam totalmente seu filho, eximindo-se completamente de qualquer responsabilidade quanto aos problemas de saúde ou de comportamento desenvolvidos por este, deixando-os entregue a própria sorte.

Na verdade, são forças de mesma intensidade direcionadas em sentidos opostos, ou seja, forças antagônicas que agem de maneira destrutiva num relacionamento que se torna disfuncional.

Esta inabilidade, vêm por desconhecimento da dinâmica do dependente químico e alcoólico pela família, e por sentimentos mal administrados que podem e devem ser identificados e modificados através de um processo psicoterápico.

O saber lidar com um filho dependente, vem de um aprendizado contínuo.

Se você gostou deste post curte no seu perfil do facebook.