PSICOLOGIA INFANTIL - LUDOTERAPIA

PSICOLOGIA INFANTIL – LUDOTERAPIA

Algumas vezes percebemos que nossas crianças estão com alguma dificuldade, mas não sabemos exatamente o que está acontecendo. Partimos então para uma investigação; tentando conversas com a criança, observações no momento da brincadeira, entre outras coisas; mas mesmo assim não chegamos a uma resposta. Sabemos apenas que, por trás de tal dificuldade existe uma criança em sofrimento.
Chegou a hora então, de nos atentarmos a esses sinais e procurar ajuda profissional.
Mas aí você: pai, mãe, avós, cuidadores se perguntam… “mas será que meu filho realmente precisa de um psicólogo?” ou ainda “minha filha não se abre comigo, como é que vai falar o que está acontecendo para um estranho?”. Esses e outros questionamentos são naturais nesse momento, mas como pais e responsáveis por esses pequenos, devemos buscar sempre a atenção que eles merecem.
Algumas situações mais frequentes que fazem os pais procurarem essa ajuda, são: dificuldades de aprendizagem, problemas de socialização, agressividade, medos diversos, inseguranças, baixa tolerância à frustração, mudanças no comportamento em geral, entre outras.
E então, vocês se perguntam novamente: “como funciona a psicoterapia para criança?” “o que é Ludoterapia?”

LUDOTERAPIA é a Técnica psicoterápica de abordagem infantil, onde a criança expressa seus sentimentos através do brinquedo e do brincar.
A brincadeira, que já faz parte do universo da criança, auxilia na compreensão das suas emoções, a conhecer a si mesma e ajuda o psicólogo a entender suas questões emocionais e assim ajudá-las.
A criança é recebida em um ambiente acolhedor, onde lhe é oferecido brinquedos, jogos e um espaço seguro e de confiança. E é nesse espaço que o psicólogo irá ajudá-la a dar forma e sentido aos seus medos, a encontrar significados para suas dificuldades e aflições.
Sendo assim, com a ajuda da Ludoterapia, a criança encontrará maneiras de compreender seus sentimentos, conseguindo um melhor relacionamento consigo mesma e com os outros.

“Os brinquedos são como palavras para a criança, e o brincar a sua linguagem” (Landreth, 2002).

Ana Paula Brito da Silva
Psicóloga – CRP 06/83.212

Se você gostou deste post curte no seu perfil do facebook.